Publicações recentes

Publicações recentes:

23 agosto 2007

Nestlé é a marca mais confiável no Brasil

(Felipe Cirelli)

Em seu sexto ano, a pesquisa “Marcas de Confiança”, promovida pela revista Seleções Reader´s Digest e realizada pelo Ibope Solution, apresentou novidades em sua concepção, a julgar pela inclusão da eleição da marca mais confiável do País independentemente de seu segmento de atuação e categoria. Neste novo panorama geral de confiança, a Nestlé foi a grande vencedora, seguida por Petrobras; Correios; Brastemp; e Banco do Brasil e Votorantim (empatadas na quinta colocação).

Outra questão nova na pesquisa pedia ao leitor que indicasse a marca mais responsável socialmente. O banco Bradesco venceu, com Petrobras e Rede Globo empatadas em 2º lugar. Em uma terceira pergunta a intenção era saber qual a empresa que faz o melhor trabalho na área socioambiental, aparecendo à frente a Petrobras e a Natura, seguidas por O Boticário e pela Vale do Rio Doce.

O estudo também questionou a confiança nas pessoas que nos cercam. Segundo o Ibope, os pais estão no topo do ranking, à frente de Deus, filhos e irmãos. Destaque para a colocação dos animais domésticos, apontados como sendo mais confiáveis que a sogra, os colegas de trabalho e os vizinhos, lanternas do ranking.

Entretanto, a “Marcas de Confiança” manteve suas tradicionais categorias, avaliadas pelos votantes que escolhem a marca mais confiável em 48 segmentos de produtos e serviços. Algumas marcas como Omo e Kibon se mantêm este ano entre as mais votadas, sendo lembradas por 80% dos leitores. Outro destaque foi a Nokia, que alcançou a unanimidade em sua categoria, de aparelho celular, não só no Brasil, mas também nas edições realizadas pela revista na Ásia e na Europa.

Instituições, profissões e celebridades também têm sua credibilidade colocada à prova pela pesquisa. Os Correios continuam imbatíveis na dianteira de Instituições mais confiáveis, com 87% da aprovação popular. Pelo sexto ano consecutivo, os bombeiros lideram o ranking de Profissões, com 96%. Policiais (21%), agentes imobiliários (14%) e políticos (2%) aparecem nas últimas colocações.

Na categoria Personalidades, os vencedores foram:
Apresentador - Marília Gabriela e Jô Soares (73%)
Artista - Lima Duarte e Tony Ramos (91%)
Autor de livros - Luis Fernando Veríssimo (90%)
Cantor - Milton Nascimento (83%)
Esportista - Bernardinho (95%)
Executivo - Antônio Ermírio de Moraes (82%)
Jornalista - Ana Paula Padrão (87%)
Publicitário - Washington Olivetto (66%)

A pesquisa foi feita com mil leitores entre os meses de março e abril, e os resultados foram analisados com base em uma amostra representativa dos quase 1,5 milhão de leitores de Seleções. A festa de entrega dos prêmios aos vencedores acontecerá no dia 4 de setembro, em São Paulo, no Espaço Garden. O estudo conta com o patrocínio de Zero-Cal e Ypê; e o apoio de Nestlé, Carrefour, Oi, Petrobras e UOL.

Veja abaixo a relação completa das categorias e seus vencedores:

Mais confiável geral
1º - Nestlé
2º - Petrobras
3º - Correios
4º - Brastemp
5º - Banco do Brasil / Votorantim
6º - Natura
7º - Sadia / Unilever / Bradesco

Mais confiável por categorias
Absorvente Higiênico - Sempre Livre (38%)

Adoçante - Zero-Cal (54%)
Analgésico - Tylenol (17%)
Aparelho Celular - Nokia (37%)
Aparelhos Eletrônicos - Sony (22%)
Assistência médica - Unimed (45%)
Automóvel - Volkswagen (31%)
Banco - Banco do Brasil (32%)
Bandeira Posto de Gasolina - BR Petrobras (48%)
Café - Pilão (23%)
Cama, Mesa e Banho - Teka (38%)
Câmera Fotográfica - Sony (29%)
Cartão de Crédito - Visa (58%)
Cereal Matinal - Kellogg’s (41%)
Chocolate - Nestlé (49%)
Cosmético - Avon (36%)
Companhia Aérea - TAM (42%)
Companhia de Seguro - Bradesco e Porto Seguro (19%)
Creme Dental - Colgate (60%)
Cuidados com a Pele - Natura (27%)
Detergente Líquido - Ypê (43%)
Fast-Food - McDonald’s (46%)
Fralda Descartável - Pampers (40%)
Geladeira - Brastemp (58%)
Hipermercado / Supermercado - Carrefour (25%)
Iogurte - Danone (35%)
Margarina - Qualy (28%)
Óleo Comestível - Liza (43%)
Operadora de Telefonia Celular - Vivo (33%)
Operadora de Telefonia Fixa - Oi (Telemar) (27%)
Previdência Privada - Bradesco (31%)
Provedor de Internet - UOL (32%)
Sabão em Pó - Omo (80%)
Sabonete - Lux (29%)
Shampoo e Condicionador - Seda (36%)
Sorvete - Kibon (80%)
Suco Concentrado - Maguary (31%)
Ração - Pedigree (31%)
Refrigerante - Coca-Cola (53%)
Tintura para Cabelos - L’Oréal (28%)
Tinta para Parede - Suvinil (61%)
Utensílios Domésticos - Tramontina (40%)
Vitamina - Centrum e Cebion (15%)

Socialmente responsável
1º - Bradesco
2º - Petrobras / Rede Globo
3º - Natura / Banco do Brasil
4º - Nestlé / Instituto Ayrton Senna / Votorantim / TV Cultura
5º - Azaléia / Vale do Rio Doce

Trabalho socioambiental
1º - Petrobras / Natura
2º - O Boticário / Vale do Rio Doce
3º - Ibama
4º - Votorantim / Greenpeace
5º - Bradesco / Aracruz / Rede Globo

Instituições e Organizações
1º - Correios (87%)
2º - Rádio (72%)
3º - Jornais (69%)
4º - Real (62%)
5º - Igreja (59%)
6º - Revistas (58%)
7º - Casamento (56%)
8º - Forças Armadas (55%)
9º - Televisão (53%)
10º - Empresas (46%)
11º - Transportes públicos (26%)
12º - Escolas públicas (23%)
13° - Governo (10%)

Portal da Propaganda

2 comentários:

Anônimo disse...

essas pesquisas são encomendadas? os bois já têm nome???

Arnaldo Rabelo disse...

Muitas pessoas têm esse tipo de dúvida. Mas, pense bem. Será que o Ibope, que vive de credibilidade, arriscaria o seu negócio para ter um resultado financeiro melhor pontualmente? Poderia matar a galinha dos ovos de ouro.

Os institutos de pesquisa aplicam metodologia científica para que o resultado da amostra represente a população de interesse. Neste caso, a opinião foi colhida entre os leitores da Reader's Digest, que têm um perfil específico. Mesmo assim, não acredito que uma pesquisa com uma amostra que represente melhor a população brasileira teria resultado muito diferente.