Publicações recentes

Publicações recentes:

13 junho 2007

Viral da Citröen causa polêmica na internet

No ano de 1938, o famoso diretor, roteirista e produtor de cinema, Orson Welles, conseguiu um feito inédito que acabou entrando para a história da comunicação. O talentoso cineasta produziu uma transmissão radiofônica, nos Estados Unidos, simulando a invasão de extraterrestres à Terra. Como o rádio era, à época, o meio de comunicação mais difundido, não demorou para que seus ouvintes literalmente entrassem em pânico com a falsa notícia.

Na década de 30 não se falava em marketing viral, mas a informação se multiplicou de boca em boca, indo muito além daquilo que estava sendo transmitido através das ondas hertzianas. Naquela ocasião, porém, muita gente não gostou nada da brincadeira.

Ainda não se pode quantificar o impacto da ação promovida pela Citröen nesta segunda-feira, quando empresa espalhou pela web um falso alarme sobre a colisão de um asteróide contra nosso planeta, mas o certo é ela que deixou muitos internautas descontentes e outros, até, nem tanto. O objetivo da peça, era o de dar início à promoção de lançamento do novo veículo da marca no Brasil, o chamado C4 Pallas.


No site de uma emissora de rádio do Centro-Oeste brasileiro, que publicou um resumo da ‘notícia’, uma avalanche de e-mails contrários à estratégia foram postados na página: “Poxa sem comentários sobre esta estratégia de publicidade ... Eu fikei em estado de choque qdo li a esta noticia estupida. Sinceramente, se depender de mim a Citroen vai a falencia, aff .... que maneira mais besta de fazer MARKETING ...”, declarava um internauta mineiro.

Outro leitor foi mais além nas declarações: “Poxa, todos os dias eu acesso o site da uol e tô p.. da vida c/ essa história! Uma palhaçada! Tomara que essa bosta de carro não venda nada! Seus incompetentes de criatividade pobre e xula!!!”, reclamou.

Porém, houve quem aprovasse a estratégia da Citröen. Em outro portal, de veiculação nacional, um leitor postou: “Sensacional, queria dar os parabens pessoalmente pros criadores da campanha....Viva a Criatividade, tinha uma PUBLICIDADE enorme em baixo da foto, sem paranoia galera, o mundao vai longe..”, declarou.

Veiculado nos principais portais do país entre a noite de domingo e esta segunda-feira, uma peça em formato noticioso chamava a atenção dos leitores para um fato ‘grave e ameaçador’: Asteróide Pallas poderá se chocar com a Terra em 2007, alertava a manchete.

Mesmo com avisos em letras pequenas, presentes à peça, alertando para o fato de ter cunho publicitário, muitos internautas acabaram tomando a informação como verdadeira, tal como as ‘vítimas’ de Wells na década de 30, o que acabou provocando alarde e confusão até mesmo nos portais que veiculavam o anúncio.

“A notícia é falsa e, por causar confusão, o UOL optou por retirá-la do ar por volta das 10h, (da manhã desta segunda) antes do prazo determinado pelo contrato”, destacou o portal, um dos mais acessados do país na área jornalística.

A estratégia da Citröen estava estruturada numa página chamada OBSERVATÓRIO DE ASTERÓIDES, supostamente associado a uma entidade fictícia chamada International Astronomy Centre, que afirmava que o asteróide, de nome ‘2-Pallas’ mediria 558x526x532 km (na verdade as dimensões do bagageiro do novo veículo) e sua colisão traria “mudanças sem precedentes na existência humana na Terra”.

O certo é que, se a empresa automobilística pretendia despertar a atenção de todos, seja de maneira positiva ou não, acabou conseguindo.

Revista Publicidad - 11/06/07

Nenhum comentário: