Publicações recentes

Publicações recentes:

11 março 2009

Classe C é apontada como o motor da economia brasileira

Uma pesquisa realizada em cinco capitais, com casais que têm renda familiar entre mil e dois mil reais mostra que a nova classe C brasileira é vaidosa, sonha com uma casa mais bonita.

O arroz com feijão continua sendo o prato preferido de 52% dos brasileiros que ganham. Mas os hábitos desta nova classe C estão mudando.

A maioria acha que tecnologia, como DVD, televisão, celular, contribui para o bem estar da família.

O computador 80% é fundamental e não dá mais pra viver sem ele.

De cada 10 pessoas seis têm cartão de crédito. Mas a maioria pensa duas vezes na hora de usar.

Os maiores sonhos mudaram. Antes, a classe C queria uma casa e um carro. Agora, deseja um carro novo e uma casa mais bonita.

Quem cuida bem da aparência tem mais chance de ter sucesso. Esse é o pensamento de mais de 70% dos entrevistados.

Por isso, mulheres e também homens frequentam salões de beleza duas vezes por mês e gastam entre R$ 15 e R$ 30 por visita.

O zelador Herom sabe exatamente porque passa creme nos cabelos. “Pra ficar mais legal, senão fica muito ressecado”.

Para o coordenador da pesquisa o desejo e o potencial de consumo desses brasileiros são o motor da economia do Brasil.

“Existe uma dependência do crescimento do Brasil pelo crescimento da classe C. Então nós, como todos os agente econômicos, temos que estar atento para onde estão os desejos e o comportamento do consumidor para podemos nos adequar à eles, porque aí sim podemos fazer girar a roda da economia”, alerta Aloísio Pinto, coordenador da pesquisa.

Fonte: Jornal Hoje - 11/03/09

Nenhum comentário: