Publicações recentes

Publicações recentes:

25 janeiro 2009

Web avança como canal de decisão de compra

Internet tem maior peso na compra de pacotes de férias, PCs e produtos financeiros

Os locais de compra convencionais estão perdendo espaço para a Internet. Nos países desenvolvidos, a maioria dos consumidores utiliza a rede mundial para tomar a decisão de compra de um produto ou serviço. A constatação é do estudo "Mundo Digital, Vida Digital", realizado pela TNS, que analisou a importância da Internet no processo de decisão de compra. Concluído no final de 2008, o estudo reuniu mais de 27 mil entrevistas com pessoas de 18 a 55 anos, de 16 países do mundo.

O levantamento revela, ainda, que o ambiente online apresenta maior influência nos setores de turismo, tecnologia, finanças e entretenimento. O papel da web foi considerado fundamental pela maioria dos entrevistados (86%) que adquiriu um pacote de férias nos últimos 12 meses. No setor de serviços destacaram-se os produtos financeiros (72%); ingressos para shows e teatros (70%) e treinamentos e cursos (69%). A exceção foi a compra de medicamentos - somente 22% dos pesquisados declararam que a internet teve papel importante na aquisição desses itens.

Pesquisa e compra - Os itens com percentuais mais elevados de compras online foram os ingressos para shows e teatros (84%) e os pacotes de férias (71%). "Produtos dessa natureza justificam a migração dos canais de compra tradicionais para os virtuais, principalmente pela conveniência e maior disponibilidade de informações da web", aponta Lucas Pestalozzi, diretor da área de Technology da TNS InterScience.

Já produtos como PCs, aparelhos celulares, eletrodomésticos e artigos de áudio e vídeo (TVs e DVDs), obtiveram índices elevados em pesquisa/comparação de preços na web. Em contrapartida, apresentaram um percentual mais baixo de vendas online. Isso significa que, nessas categorias, a rede é utilizada basicamente para investigar características técnicas e comparar preços. "Nos itens de maior valor agregado o consumidor tem necessidade de materializar a compra, o que reduz as chances de efetivar a transação no ambiente online", ressalta Pestalozzi.

O estudo examinou, ainda, o papel da Internet em momentos de vida importantes das pessoas: a compra de casa própria, realização de investimentos financeiros, definição de escola para os filhos e escolha de cursos de capacitação profissional. Nesses casos rede não é utilizada somente para pesquisas, mas também para a troca de informação com outros consumidores e busca de opinião de especialistas. Em decisões relacionados ao desenvolvimento profissional, 24% disseram ter avaliado e compartilhado a questão com outros internautas e 27% procuraram a opinião de profissionais.

Fonte: Cliente S.A. - 22/01/09

Nenhum comentário: