Publicações recentes

Publicações recentes:

26 junho 2008

Um quarto do mundo terá acesso à internet em 2012

O número de usuários de internet vai chegar a 1,8 bilhões de pessoas em 2012, chegando a um quarto da população mundial. Segundo previsão da consultoria JupiterResearch, o crescimento será principalmente em economias emergentes, como Brasil, Rússia, Índia e China alcançando os maiores índices de crescimento.

A JupiterResearch aponta que o número de internautas vai crescer 44% até 2012, em relação aos dados de 2007, alavancado principalmente por países em desenvolvimento. Em dados absolutos, a China deve ultrapassar os Estados Unidos no número de usuários freqüentes de internet --a Índia deve ficar com o terceiro lugar.

Apesar disso, a consultoria avalia que, em 2012, esses países ainda estarão muito atrás de potências como os Estados Unidos no que se refere ao índice da população com acesso à rede --a expectativa é que os emergentes cheguem em 2012 aos índices de penetração de internet que os EUA tinham em 2000.

"Apesar de as economias emergentes terem uma porcentagem de usuários de internet mais baixa comparada com os países desenvolvidos, a JupiterResearch acredita que elas vão dar um salto na curva de aprendizado, ao adotar atividades online mais sofisticadas que os desenvolvidos", afirma Vikram Sehgal, diretor de pesquisa da empresa e autor do estudo, em nota.

Campeão em comunidades

O Brasil é uma mostra de como os países emergentes estão em processo contínuo de adesão da internet. O país é, por exemplo, o que mais usa sites relacionados a comunidades, como redes socais, tanto em horas gastas nesse tipo de site quanto no número de acessos.

Dados do Ibope/NetRatings indicam que, em abril deste ano, 17,5 milhões de pessoas navegaram nesses portais utilizando conexão residencial --o maior número entre os dez países analisados pela empresa.

E a última medição divulgada pela empresa indica que o acesso por internet em banda larga no Brasil cresceu 53% em um ano, chegando no mês de abril a 18,3 milhões de usuários residenciais ativos --que acessaram a rede em casa pelo menos uma vez no mês. O dado mostra que 82% dos internautas brasileiros utilizaram internet rápida naquele mês.

Segundo a pesquisa, 22,4 milhões de pessoas utilizaram internet residencial --em qualquer velocidade-- em abril deste ano, um crescimento de 41,3% em relação aos 15,9 milhões de abril de 2007. A alta foi a maior registrada no mês entre os dez países que são monitorados pela Nielsen/NetRatings.

PCs em alta

O Brasil vendeu 2,82 milhões de PCs no primeiro trimestre deste ano, o equivalente a cerca de 21,5 unidades por minuto, segundo dados de uma outra consultoria, o IDC. O resultado representa uma alta de 18,7% em relação ao mesmo período do ano passado. A expectativa é que o Brasil feche 2008 com 13 milhões de máquinas vendidas, o que faria do país o quarto maior mercado de PCs do mundo, ultrapassando o Reino Unido.

Os resultados de 2007 colocaram o Brasil na quinta posição, atrás de Estados Unidos, China, Japão e Reino Unido. De acordo com a IDC, até o final de 2010 o Brasil deverá ser o terceiro maior em vendas de computadores, atrás apenas de Estados Unidos e China.

O IDC projeta que esse mercado vai se manter em crescimento pelo menos até 2012, porém com taxas menores. A expectativa é que, naquele ano, o Brasil chegue à marca de 25 milhões de computadores vendidos.

Fonte: Folha Online - 26/06/08

Nenhum comentário: