Publicações recentes

Publicações recentes:

07 maio 2008

Sony quer fortalecer sua marca de notebooks no Brasil

Até 2010, o Brasil será o terceiro maior mercado de computadores do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos e da China. Hoje, está em quinto lugar, atrás do Japão e do Reino Unido com 10,7 milhões unidades comercializadas em 2007, segundo dados da consultoria IDC Brasil. Com 1,5 milhões de produtos vendidos, os notebooks ainda não são a maioria no mercado, mas cresceram 153% no último ano. E é neste crescimento que a Sony está investindo.

Desde novembro de 2006, a empresa comercializa no Brasil a sua marca Vaio. Posicionada no segmento premium, mas com uma segmentação que oferece até notebooks mais accessíveis, a empresa espera crescer 400% em suas vendas este ano. O maior desafio da companhia hoje é construir a marca de notebooks no país.

Conhecida por quem já comprava o produto em viagens ao exterior, a meta por aqui é atender a diferentes públicos oferecendo um produto diferenciando e segmentado em diversas linhas. “Além da alta tecnologia, temos o design como característica da marca Vaio”, afirma Gustavo Araujo, gerente de produto da linha de notebooks da Sony Brasil. “Oferecemos cinco linhas com diferentes desenhos e soluções completamente diferenciadas para cada necessidade do consumidor. Essas cinco séries têm peso, tamanho de tela, cores, portabilidade, estilo e configurações completamente diferentes porque entregam soluções diferentes”, explica.

Estratégias de diferenciação
O processo de construção da marca no Brasil começou com a definição de estratégia de produto. “Trouxemos o que tinha de melhor de Vaio para o Brasil e isso já se refletiu em resultado. Por dois anos, a marca foi escolhida pela revista Info Exame como a mais confiável porque inova antes das outras. Ou seja, o consumidor reconhece o posicionamento de que Vaio sempre traz o melhor da tecnologia”, conta Araujo.

Entre os produtos, o destaque é a versão Sony Vaio da serie TZ que pesa 1,2kg, feito em fibra de carbono, mesmo material que a Nasa usa em ônibus espaciais e a Fórmula 1 utiliza para fabricar seus carros. É mais resistente e leve que um plástico. “Tem ainda a série Colors, com cores e texturas diferenciadas. Temos uma linha que oferece entretenimento em alta definição, com notebook com saída Blu-Ray, e temos também produtos para aquele consumidor que está substituindo o seu desktop por um notebook para as tarefas básicas com uma série mais acessível”, explica o gerente da Sony.

Para chegar ao consumidor premium, a empresa investe em patrocínio de eventos como o Aberto de Golfe Fazenda da Grama. No ponto-de-venda, a Sony investe grande parte de sua comunicação “O PDV exerce um papel importante dentro da nossa estratégia. Inovamos neste segmento porque fazemos exposição do produto de forma diferenciada. No final, é um conjunto de fatores para que consigamos levar a experiência Vaio para dentro do ponto-de-venda, pois não consigo sustentar um preço premium se não oferecer uma experiência premium”, ressalta Gustavo Araujo.

Segundo analistas, a venda de notebooks no mundo irá superar a de desktops em 2010. Além de ter uma estratégia bem desenhada de produtos e segmentação clara, o trabalho de comunicação tem que ser feito na Internet também para poder aproveitar este mercado. “Temos uma presença forte e que vai aumentar cada vez mais. Temos feito campanhas em parceria com a Intel que tem trazido resultados muito bons, acima da média do mercado”, informa o gerente de produto da linha de notebooks da Sony Brasil.

Fonte: Mundo do Marketing - 6/5/2008

Nenhum comentário: