Publicações recentes

Publicações recentes:

23 novembro 2007

HP relança marca Compaq para atingir mercado de baixa renda

A HP deu início, no começo deste mês, a uma nova investida para ganhar espaço no mercado de varejo, apostando nos consumidores de baixa renda. Para tanto, relançou a marca Compaq para esse segmento, promovendo uma divisão em sua linha de produtos, diferenciando equipamentos por faixa de preço e configuração.

Com isso, a empresa passa a utilizar a marca Compaq para vender produtos mais baratos, voltados para consumidores com menor poder aquisitivo. Nesse grupo, também se encaixam aqueles comprando o primeiro computador e os que precisam de uma nova máquina apenas para uso no trabalho. Já sob a marca HP serão reunidos os computadores mais sofisticados - e mais caros - produzidos pela empresa.

Os produtos Compaq serão fabricados no país e terão preços entre R$ 799 e R$ 2.199. Para adequar o portfólio, a HP vai deixar de fabricar alguns modelos de marca própria com configuração mais baixa. A idéia é não termos produtos Compaq competindo com os HP. Queremos que as linhas fiquem em bandas diferentes de preço e configuração, completando uma a outra, disse a diretora de Computação Pessoal para o Consumidor Final da HP, Valéria Molina.

Segundo ela, a empresa vê uma grande oportunidade de aumentar seu leque de produtos utilizando melhor suas duas marcas. De acordo com a HP, uma pesquisa interna mostrou que a Compaq continua sendo uma marca forte no país, o que abriu caminho para sua volta.

Com essa nova linha, chegamos às classes A, B e C, sendo que a estratégia de vendas para as máquinas de marca HP vai se concentrar nas classes A e B, explicou. Ela insiste, porém, que o principal objetivo é oferecer um produto atraente para consumidores de primeira viagem, que nunca compraram um computador.

A executiva avalia que, já no primeiro trimestre do ano que vem, a marca Compaq represente 50% das vendas para o varejo da companhia. Para o fim do ano, essa marca pode até ser superada, dados os preços mais atraentes. Mas nosso objetivo é tentar o equilíbrio entre as duas marcas, explica.

Os produtos Compaq serão comercializados por lojas parceiras da HP e por distribuidoras, que se encarregarão de repassar os computadores a pequenos varejistas.

Embora negue que a estratégia de diversificação de portfólio seja uma resposta à liderança da Positivo no mercado brasileiro de varejo, Valéria utiliza um discurso parecido com o da concorrente para justificar o lançamento. Queremos apresentar um produto mais adequado às características e necessidades do público consumidor, diz ela, parafraseando os fatores indicados pela Positivo como o diferencial que garante a liderança no Brasil: o fato de ser nacional e, assim, compreender melhor o interesse do consumidor local do que as gigantes multinacionais como HP e Dell.

Apesar de apresentado como oficial, o retorno da marca foi ensaiado pela HP há dois meses, quando lançou um notebook de marca Compaq para o segmento. Agora, porém, teremos uma linha completa, disse a diretora. Segundo Valéria, a empresa deverá anunciar novos produtos da linha Compaq à medida que sentir a demanda no mercado. Ainda assim, descartou para o momento a introdução de produtos de mobilidade, como handhelds e aparelhos de navegação GPS, uma das últimas apostas da HP no mercado brasileiro. Para ela, esses são equipamentos mais interessantes para clientes corporativos, que fogem ao perfil de usuário pretendido para produtos Compaq.

Essa linha é para o consumidor final ou para aqueles do segmento de 'small office', como profissionais liberais, e (empresas) com até nove funcionários. Para empresas maiores, mesmo pequenas e médias, temos outros produtos mais adequados, explica.

Fonte: Valor Online - 14/11/07

Nenhum comentário: