Publicações recentes

Publicações recentes:

03 julho 2006

Mercado de luxo já representa 3% do PIB brasileiro

O mercado brasileiro de luxo, apesar de pouco acessível, em razão das desigualdades sociais e da concentração de renda, já responde por 3% do PIB (Produto Interno Bruto) nacional e cresce a cada ano.

Para se ter uma idéia do perfil desse mercado, um consumidor freqüente dos produtos de luxo tem uma renda mensal de aproximadamente R$ 25 mil. Regionalmente também ocorrem desigualdades: São Paulo representa 75% do mercado de luxo brasileiro.

Para Paulo Borges, organizador da São Paulo Fashion Week, um dos símbolos desse mercado, o luxo precisa ser desmistificado. Em sua opinião, trata-se de uma questão emocional, na qual não é possível fazer limitações de produtos ou segmentos.

O número de milionários no Brasil em 2005 aumentou em 11,3%, comparado a 2004. Segundo o 10º Relatório sobre a Riqueza Global, o número de investidores que têm mais de US$ 1 milhão passou de 98 mil para 109 mil no período. O Brasil está entre os países onde o grupo de pessoas com mais de US$ 1 milhão além de suas residências mais cresceu.

(Diário do Comércio, periódico da Associação Comercial de São Paulo)

Nenhum comentário: